A vinda dos europeus – Exploração precoce da Nova Inglaterra

Escolher a sua língua para auto-traduzir:

EnglishEspañolFrançaisDeutschItalianoDansk中文(简体)中文(漢字)日本語한국어PortuguêsTürkçeالعربية

Extracted from 1632 Map of North America - source Map reproduction courtesy of the Norman B. Leventhal Map Center at the Boston Public Library

Extracted from 1632 Map of North America – source Map reproduction courtesy of the Norman B. Leventhal Map Center at the Boston Public Library

Esta é a Parte 2 de uma série sobre a fundação da Nova Inglaterra. Para a Parte 1, os nativos americanos, clique aqui.

Na década de 1400, mesmo antes de viagem fabulosa de Cristóvão Colombo para “descobrir” América, Pescador basco comumente pescados para o bacalhau na área em torno do que viria a ser chamado de Terra Nova. Em 1497, under the aegis of English King Henry VII, the Genovese explorer Giovanni Caboto (John Cabot), while searching for a spice route to Asia, noted a land with a vast, rocky coastline teeming with cod. Cabot called this “New Found Land,” and claimed it for England. By the early 1500’s, it was common for English fishing ships to visit and harvest the cod from this area.

In parallel efforts, em 1501 the Portuguese explorer Gaspar Corte-Real reached what is now the state of Maine and abducted over 50 Nativos americanos; the Native Americans were sold into slavery. Em 1523 the Italian Giovanni da Verrazano sailed into Narragansett Bay, near present-day Providence, RI, and spent over two weeks trading as a guest of the Natives. After leaving Narragansett, he sailed north and encountered the Abnacki on the coast of Maine. Em 1534, Frenchman Jacques Cartier “discovered” and explored the mouth of the St. Lawrence river, claiming the area for France. (Cartier was later involved in colonization efforts, but these were abandoned in 1543.)

Até o final da década de 1500, European exploration in North America had become common, but was focused on fishing the plentiful cod. Permanent settlements did not exist and the fisherman-explorers went home as winter approached. Universally, the Europeans noted that North America was thickly settled with natives, generally described as handsome and healthy. E, the area seemed ripe for exploitation. European attention began to shift to the more systematic capitalization of North America. This resulted in the emergence of “trading companies” set up to establish permanent settlements to harvest the riches.

Em 1602, English explorer Bartholomew Gosnold established a small post on Cuttyhunk Island (in the Elizabethan Islands near Cape Cod and New Bedford), but had to abandon the outpost as the group had inadequate supplies to last the winter. During this visit, Gosnold is credited with naming “Cape Cod” and discovering Martha’s Vineyard. (Em 1607 Gosnold was involved in the founding of Jamestown, the first permanent English settlement in North America.)

Em 1605, French explorer Samuel de Champlain, known as the founder of “New France” in North America, helped to found Port-Royal, the first successful French Settlement in North America. Em 1605-1606, he visited Cape Cod with plans to establish a French base. This plan was abandoned after skirmishes with the Natives. Em 1608, Champlain founded what is now known as Quebec City, on the Saint Lawrence River in Canada.

Englishman Sir Ferdinando Gorges, o “Father of English Colonization in North America”, was planning to develop settlements in Maine – then considered “the Northern Parte of Virginia.” In 1605, he was part of the sponsoring group for an expedition sent to explore the area of New England under Captain George Waymouth. During his voyage, Waymouth captured five Native Americans, who he brought back to England. According to some accounts, one of the captured Indians was Squanto – the same Squanto who was to play a key role in helping the Pilgrims survive their first winter in North America. Depois 1605, many English voyages carried one or more Native Americans as guides and interpreters.

Em 1606, again initiated by Gorges, the Sagadahoc settlement (also known as Popham) at base of Kennebec near modern Portland, Maine became the first English attempt at colonizing New England. It was abandoned after only one year.

Em 1609, sponsored by the Dutch East India Company to seek a northwest spice passage, English explorer Henry Hudson passed by the Atlantic Coast and up the river that was to bear his name. Hudson claimed a good part of the territory between Virginia and New England for the Dutch. Their first settlement, for fur trading, was established near present day Albany, New York, em 1615. Dutch colonization efforts did not start until 1624, with the land that was to become their capitol, New Amsterdam, not purchased from the Native Americans until 1626.

Em 1614, the English explorer Captain John Smith was ordered by the future King Charles I to sail to America to assess commercial opportunities. Smith reached land in present-day Maine and made his way south to Cape Cod, making contact with natives and mapping out the coastline. Smith called the region “New England.”

During the mapping, Smith observed the land that was to become Boston. He noted a tri-capped hilly peninsula with an excellent harbor. The harbor was fed by three rivers and connected to the mainland by a narrow neck across a shallow back bay. Called “Shawmut,” it was important to the natives for an excellent freshwater spring.

This all was setting the scene for the first permanent settlement in New England in 1620, the Pilgrim’s voyage to what became Plymouth. Mas, that is another story.

Guia para a geografia única de Boston e alteração da paisagem

Boston Primary Landfill Projects Since 1775

Anotado 1895 Boston Mapa Ilustrando projetos de aterros

Escolher a sua língua para auto-traduzir:

EnglishEspañolFrançaisDeutschItalianoDansk中文(简体)中文(漢字)日本語한국어PortuguêsTürkçeالعربية

Um dos aspectos mais fascinantes e esquecido de Boston é quanto a forma da terra mudou ao longo dos anos. O que você experimenta hoje é mais 50% aterro. Lugares que você anda, como a área ao redor Faneuil Hall, eram, na verdade, parte do porto de Boston, quando foi fundada em 1630.

Quando os primeiros visitantes chegaram, eles encontraram uma forma de salamandra, rochoso, montanhoso, península que foi formada pela erosão no final da última era do gelo. Chamado Shawmut pelos nativos americanos, era pequeno, duas milhas de comprimento e apenas uma milha de largura. É apenas conexão com o continente foi a baixa altitude, estreito, varrido pelo vento Boston Neck, que muitas vezes inundada na maré alta e estava intransitável durante tempestade – ou seja, a península tornou-se uma ilha. Durante o cerco de Boston, as tropas britânicas foram efetivamente bloqueou a esta pequena ilha, sem comida ou lenha adequada.

A península foi dominada por três morros, daí o seu nome no início de Trimountaine, que mais tarde foi encurtado para Tremont - um nome que vive na Tremont Street de hoje. Havia de Copp Colina (no North End), Beacon Hill (que tinha três cimeiras e era quase duas vezes maior) e Fort Hill (que foi localizado no distrito financeiro de hoje).

[embedplusvideo height =”365″ largura =”450″ = padrão”http://www.youtube.com/v/y3QlGzJW27c?fs = 1″ cuja =”ytid = y3QlGzJW27c&largura = 450&height = 365&start =&stop =&rs = w&hd = 0&autoplay = 0&reagir = 1&capítulos =&notas =” ID =”ep8086″ /]

 

Boston de hoje foi criado por uma série de projetos de recuperação de terras, que começou em um pequeno caminho logo após os puritanos chegaram a 1630 (você pode ver o 1630 linha de água marcada no pavimento perto da Samuel Adams Estátua atrás Faneuil Hall).

Os grandes projetos de aterro ocorreu entre 1807 e sobre 1900, apesar de alguns projetos de recuperação prorrogado até quase 2000. Grande parte das terras para os primeiros projetos vieram do nivelamento de Fort Hill e da Beacon Hill. O maior projeto, o preenchimento do Back Bay levou, distribuídas entre várias gerações 1856 e sobre 1894. Para que o projeto, cascalho foi transportado em uma linha de trem especialmente construído a partir de Needham, um subúrbio de cerca de nove quilômetros de distância. Um dos primeiros dos pás segunda geração de vapor foi utilizada para encher os carros cascalho para os comboios, que decorreu em torno do relógio há quase 50 anos.

Para um site fantástico, o qual foi utilizado para criar as animações no vídeo acima, visitar o Boston Atlas. Ele é simplesmente o melhor lugar para jogar com a mudança de topografia de Boston, e foi uma grande fonte para este post. Visite também o Norman B. Leventhal Mapa Centro na Biblioteca Pública de Boston – uma maravilhosa fonte de mapas histórico Boston, muitas das quais foram utilizadas na criação deste poste e o vídeo acompanhante. Para os interessados ​​em aprender mais, há um outro post interessante do Professor Jeffery Howe da Universidade de Boston; para esse post, clique aqui.

Freedom Trail de Boston Video Tour Virtual em 5 Minutos

A 5 caminhada minutos de vídeo abrangente através do Freedom Trail, Caracteriza todas as 16 Freedom Trail oficial Pára, mais do que 50 Paradas não-oficiais, restaurantes históricos, e outros lugares interessantes em torno da Freedom Trail – todos incluídos noFreedom Trail de Boston – Último Tour Guide – Dicas, Segredos & Truques eBook. Ela se move rápido, já que contém quase 150 fotos e segmentos de vídeo, de modo a manter sua chave pausa útil se você quiser ver tudo em detalhes. Um must see para quem visita a Freedom Trail e Colonial Boston.

O vídeo foi criado como um companheiro para o e-book “Freedom Trail de Boston – Turismo Ultimate e Guia de História,” já está disponível na Amazon.com. O Guia cobre todos os sites no vídeo e muito mais. Para além de qualquer informação turnê o leitor pode precisar, Guia fornece o contexto histórico detalhado do tempo da fundação de Boston através de eventos como o Massacre de Boston, o Boston Tea Party, Passeio de Paul Revere, as batalhas de Lexington e Concord, e Charles era Bulfinch. Em resumo, ele contém tudo o que alguém pode querer saber para visitar e apreciar o Freedom Trail e Revolucionário Boston.

Para um mapa que acompanha o vídeo, ver meu costume Google Map postagem. O mapa inclui tudo no vídeo.

Aprecie o vídeo!

Freedom Trail Historic Boston Restaurant Guide & Mapa


Ver Freedom Trail de Boston – Final de turismo Mapa & Guia em um mapa maior

Para quem visita a Freedom Trail e desejando a experiência imersiva, há uma série de restaurantes históricos diretamente sobre ou perto da Freedom Trail.

O Mapa do Google acima mostra os restaurantes, juntamente com os dezesseis oficiais Freedom Trail paradas e muitos outros sites interessantes sobre ou perto da Freedom Trail. Está também disponível como um livre Android (versões do iPhone / iPad a estar disponível em breve).

Todos esses restaurantes, sites e muito se discute no eBook “Freedom Trail de Boston – Final de turismo & Guia História – Ponta, Segredos, & Truques“.

BTW, nenhum destes restaurantes deve ser considerada “jantar fino,” com a possível exceção da Casa Gráfico. Mas, todos são divertidos e servem boa comida. E, eles com certeza vai melhorar a sua experiência Freedom Trail. A maioria tem excelentes almoços especiais. Desfrutar!

1654 - Green Dragon Tavern

Green Dragon Tavern Boston on Historic Marshall Street

Verde Dragon Tavern em Historic Marshall Street

O original Verde Tavern Dragão era um ao virar da esquina em 84 Union Street. Foi fundada em 1654 e um pub ativa 1714. O Dragão Verde foi uma freqüência para os Sons of Liberty e no site do chá de reuniões de planejamento de Boston partido. Foi demolido em 1828.

A atual encarnação do dragão verde é divertido e tem comida decente de bar. Ele está localizado na Marshall Street, uma das mais antigas mais autenticamente histórica em Boston. Ao lado direito é o Ebenezer Hancock House - que construiu em 1767 pelo tio de John Hancock, herdado por João e, então, dado a seu irmão, Ebenezer. Ebenezer tornou-se o vice-tesoureiro para o Exército Continental.

Special at the Green Dragon Tavern Boston

Promoções de lagosta no Green Dragon Tavern Boston

Bons almoços especiais, incluindo lagosta. Todo mundo precisa de pelo menos uma lagosta ao visitar Boston!

Verde website Dragon Tavern

617-237-2114

1742 (talvez 1713) - Union Oyster House

 

Union Oyster House on Boston Freedom Trail

União Oyster House

A União Oyster House começou a servir em 1826. É o mais antigo restaurante operando continuamente em os EUA. O edifício, que data de 1742 (embora outras referências colocá-lo tão cedo quanto 1713), começou sua vida como uma loja de roupas. Nessa altura, o porto realmente veio a porta dos fundos da loja de roupas. Desde então, toda a terra que vê foi preenchido.

Old Bar at the Union Oyster House

Assento Daniel Webster no Oyster Casa da União

O Oyster Bar lendário na parte da frente do restaurante é bela e histórica. Cliente regular Daniel Webster sentou diariamente no bar e bebeu um copo alto de aguardente e água com cada meia dúzia de ostras – geralmente comer pelo menos seis placas.

União Oyster site da Casa

617-227-2750

1760 - Chart House

Chart House Restaurant - Hancock's Counting House - 1760

Chart House Restaurant – Casa dos Contos John Hancock

O Chart House era originalmente a Casa Gardiner, construído em torno de Long Wharf 1760. Mais tarde, que era a casa de contagem de John Hancock. É o edifício mais antigo ainda em uso em Long Wharf.

Para o clima agradável, ele tem de estar lá fora com uma excelente vista sobre o porto e centro de Boston. É o restaurante mais elegante nesta coleção.

Gráfico site da Casa

617-227-1576

1780 - Tavern Warren

Warren Tavern Charlestown - by Bunker Hill

Tavern Warren – por Bunker Hill

Construído em 1780, Taberna Warren teria sido o primeiro edifício levantado após a Charlestown britânicos queimaram durante a batalha de Bunker Hill, em 1775. É nomeado para Médico e Joseph Geral Warren, o Patriot famoso que foi morto em Bunker Hill. Foi visitado por George Washington, Paul Revere, e Benjamin Franklin.

Warren Tavern in Charlestown - by Bunker Hill

Tavern Warren – Alimentos Pub Histórico e Bom por Bunker Hill

Boa comida de pub e uma fatia grande da história.

Warren site Tavern

617-241-8142

1827 – Durgin Park

Este restaurante icônico, alojado num antigo armazém, tem sido em torno desde 1827, embora um restaurante operou neste local desde 1742. Famosa por suas velhas receitas ianques, é um flash real a partir do passado e um dos mais antigos lugares que você pode jantar em Boston. Comensais Upstairs estão sentados em longas mesas comunitariamente com outros clientes. Para o clima agradável, há também de estar no exterior com vista para Quincy Market.

Durgin Park Boston in Faneuil Hall Marketplace

Durgin Park Boston “um marco desde 1827”

É muito divertido e um dos poucos lugares que você pode obter pudim indiano. O rosbife transborda a placa. Um dos meus favoritos!

Durgin site Parque

617-227-2038

1875 - Café Marliave

Cafe Marliave by the Province House Steps

Cafe Marliave pelos Passos da Casa Província

O mais antigo restaurante italiano em Boston, as datas de Marliave 1875. Tem de estar fora agradável para os meses de verão.

Localizado logo acima dos Passos Casa Província (1679-1864). A Casa Província era a residência oficial do Governador Real durante o período revolucionário.

Café site Marliave

617-422-0004

Para mais informações sobre a Casa Província

 

Freedom Trail mapas no Google Maps de turismo

Qualquer visitante da Freedom Trail e Colonial Boston terá bons mapas. Aqui estão vários – todos livres.

O mapa do Google abaixo foi criado para o e-book Freedom Trail de Boston – Turismo Ultimate e Guia de História. Em si, o mapa é quase um guia turístico completo e inclui o essencial para todas as línguas, assim como muitos locais de interesse Trail não oficiais Liberdade. Todo o Oficial Pára vêm com web-based auto-traduzir links que permitem ao usuário especificar o idioma para o cargo. Um ótimo recurso para não-inglês usuários confortáveis.

O mapa também fornece informações como o horário de funcionamento, sites, números de telefone, custos de admissão e notas de acesso para deficientes físicos. Há ainda listas para os melhores restaurantes históricos. Aqui está uma posto de vídeo que inclui todos os sites listados no mapa.

O mapa também está disponível como um livre full-blown Android app, download a partir Google Play bem como a partir do Amazon App Store. O aplicativo expõe todos os melhores recursos do Google Maps e é, de longe, a forma mais utilizável para utilizar o mapa. Ele tem um desempenho melhor do que usar um navegador, é muito menos estranho, e permite que você mantenha o mapa facilmente identificáveis ​​e pronto para lançar.

Use-o (em seu próprio risco, como informações de viagem estão sujeitas a alterações), apreciá-lo, e por favor comente. Passe o link para seus amigos.

Ver Mapa Freedom Trail & Histórico Boston Guia em um mapa maior

 

Em seguida é uma série de mapas oficiais Freedom Trail do Serviço EUA Parque Nacional (NPS). Estes são savable, impressão, bem feito e tudo pago pelo dinheiro dos impostos dos EUA.

O Mapa de trilha principal Liberdade, que é o mesmo que você vai ver na Liberdade guia Trail papel NPS Guia, está disponível aqui. Também está disponível a partir de The Freedom Trail Foundation aqui. Adicionalmente, existem outros mapas de visitantes relevantes disponíveis a partir do National Park Service – para o clique série aqui. Além do mapa oficial Freedom Trail acima mencionado, há um mapa Trail menos detalhada Liberdade com um esboço de linha do porto de Boston 1775 – fascinante para o contexto histórico. Clique aqui para o 1775 sobreposição mapa. A série também inclui mapas para o Arsenal de Marinha de Charlestown, Boston Harbor, em WW II, um mapa que mostra a pé distâncias entre os locais de Boston (Boston é uma cidade muito walkable), e um guia para o estacionamento de ônibus de turnê.

 

Mapa da referenciados Locais Machu Picchu


Ver Machu Picchu local em um mapa maior

Mapa dos locais descritos no Guia de Steve para Cuzco e Machu Picchu

Mapa dos locais referenciados Cuzco


Ver Important Cuzco Travel Sites em um mapa maior

Mapa dos locais descritos no Guia de Steve para Cuzco e Machu Picchu

Boston e New England Mapa

A listagem de todos os locais referenciados no Guia de Viagem de Steve. Por favor, zoom até o nível desejado e desfrutar – Steve.


Ver Steve Boston e New England Mapa em um mapa maior